Queres fazer parte da equipa?

 

Se te queres juntar a uma equipa jovem, dinâmica e ambiciosa, envia-nos a tua candidatura espontânea! Aqui vais crescer, viver o mundo do trabalho, criar impacto e fazer a diferença. Está na hora de te juntares à Gap Year Portugal, candidata-te até 24 de fevereiro!

Procuramos pessoas resilientes, que não acreditem em impossíveis e que veem a Gap Year Portugal como um motor de mudança. Há áreas que queres experimentar ou skills que queres melhorar? Queremos que esta seja a hora e o local em que possas preencher estes “gaps”: põe os teus conhecimentos em prática, descobre do que realmente gostas, vive novas experiências. Não exigimos que tenhas conhecimentos técnicos nas áreas propostas (apesar de ser um fator tido em conta), mas acima de tudo valorizamos a vontade de aprender e o esforço por fazer mais.

Somos uma organização sem fins lucrativos (ONG), pelo que todos os membros da equipa são voluntários. 

Competências de um AGYPer:

Compromisso 

Abraça este projeto com unhas e dentes. Demonstra sentido de responsabilidade.

Empatia 

Coloca-te no lugar do outro. Fortalece relações!

Resiliência

Ultrapassa momentos desconfortáveis. Mantém o foco em situações adversas! 

Inovação 

Faz um brainstorming. Está atento às novidades. Pensa mais além!

Proatividade 

Apresenta grandes ideias. Sê um motor de mudança. Luta pelo que acreditas!

Trabalho em Equipa 

Ajuda os teus colegas a ultrapassar os seus desafios. Veste a camisola!

CV & Carta de Motivação em anexo

Recursos Humanos
Recursos Internos

A Gap Year Portugal é composta por voluntários e todos são determinantes para o sucesso da nossa organização. O departamento de Gestão de Pessoas potencia o talento de todos os que constituem a equipa e está presente em todos os momentos – desde formações a team buildings.

O departamento tem como missão a valorização dos membros da equipa, assegurando a sua formação, compromisso, motivação e proatividade.

 

Requisitos:
– Residente em Lisboa;
– Boa capacidade de comunicação;
– Capacidades de planeamento, organização;
– Atenção ao pormenor;
– Ser uma pessoa de pessoas;
– Empatia.

Ser RH é:
– Planear formações gerais e específicas para a equipa;
– Desenvolver team buildings;
– Acompanhar o progresso dos elementos da equipa;
– Aplicar e analisar o ciclo de desempenho e desenvolvimento;
– Promover a comunicação interna através de newsletters internas e outras ferramentas;
– Organizar os processos de recrutamento e seleção.

Fundraising
Recursos Internos

Os Financeiros devem responder ao desafio de criar mecanismos de autofinanciamento que assegurem a sustentabilidade da Gap Year Portugal. Este é o teu desafio se procuras ganhar sensibilidade empresarial, tens vontade de desenvolver a tua capacidade de negociação e queres aumentar a tua rede de contactos profissional.

Como ONG, o financiamento é um ponto decisivo da organização. Está nas tuas mãos fundar grandes parcerias e desenvolver capacidades de negociação à séria.

Requisitos:
– Residente em Lisboa;
– Ótima capacidade de comunicação escrita e oral;
– Capacidade de negociação e argumentação;
– Visão a longo prazo;
– Determinação.

Ser um Financeiro é:
– Apresentar propostas de patrocínios a entidades privadas e públicas;
– Acompanhar os patrocinadores;
– Definir novas estratégias de fundraising;
– Criar mecanismos de autofinanciamento;
– Pesquisar e candidatar-se a programas de financiamento promovidas por outras entidades.

Organização de Eventos
Comunicação

Desde grandes eventos a breves presenças, aqui trata-se de toda a logística para que esse momento aconteça. Desde contactos, a orçamentos, organização de espaços e muita capacidade de resiliência – são as keywords.

Organizar eventos significa atenção ao detalhe, criatividade e capacidade de resolução de problemas. Esta equipa tem em mãos o nosso maior evento – o Gap Year Summit -, mas também eventos de menor dimensão, sessões de networking com stakeholders e mais atividades.

Requisitos:
– Residente em Lisboa;
– Ótima capacidade de comunicação oral e escrita;
– Capacidade de resolução de problemas;
– Criatividade;
– Capacidade de negociação;
– Curiosidade;
– Boas relações interpessoais.

Organizar eventos passa por:
– fazer muitos contactos;
– criar orçamentos;
– desenhar dinâmicas de um evento;
– ter soluções A, B, C, (…) para eventuais imprevistos;
– organizar a logística e prazos adjacentes;
– planear a execução.

Storytelling
Comunicação

 Ser Storyteller é comunicar a toda a hora, seja pelo blog, site ou newsletters. Aqui podes pegar na caneta, teclar no computador e dar asas à imaginação. Aqui está um dos grandes polos de criação de conteúdo long-form.

Quem conta um conto, acrescenta um ponto. Os storytellers gostam de contar histórias e de demorar o seu tempo a contá-las. De dizer aquilo que as redes sociais não conseguem expressar e de passar a mensagem pela escrita.


Requisitos:

– Residente em Lisboa;
– Conhecimentos de WordPress;
– Forte dinamismo;
– Criatividade;
– Grande capacidade escrita;
– Sentido estético.

Ser Storyteller é:
– Gerir e criar conteúdos para o blog;
– Atualizar e dinamizar o site;
– Fazer benchmarking sobre tendências;
– Produzir a newsletter para os jovens.  

Design & Multimédia
Comunicação

Designers, criativos, artistas – aqui está o core da nossa identidade gráfica e visual. Desde criação de conteúdo gráfico ao conteúdo em movimento. Design & Multimédia encarrega-se da estética de toda a nossa comunicação. É o departamento que desenha, cria e recria até encontrar a imagem ideal. 

Criativo a todas a horas, tem ideias e materializa-as em imagens. Chegou a hora de começar a criar!

Requisitos:
– Elevado sentido estético;
– Disponibilidade;
– Conhecimento técnico dos seguintes programas:
1) Adobe Illustrator;
2) Adobe Photoshop;
3) Adobe InDesign;
4) Adobe After Effects (ou semelhante);
5) Adobe Premiere Pro (ou semelhante).

Ser designer é:
– Criar a imagem de forma coesa;
– Produzir grafismo de campanhas;
– Produzir vídeo;
– Branding;
– Criação de conteúdos online e offline.

Marketing
Comunicação

Os marketeers são o megafone da equipa. Estão na linha da frente, têm contacto direto com os futuros gappers e o seu principal objetivo é chegar a mais jovens e pô-los a mexer. É o departamento que passa a palavra.

Estar na linha da frente implica que sejas: criativo, resiliente, proativo, dedicado, inovador, atento às novas práticas e um comunicador nato. 

Requisitos:
– Residente em Lisboa;
– Forte sentido estético;
– Boa capacidade de comunicação escrita;
– Pensamento analítico;
– Autonomia;
– Conhecimentos técnicos básicos de programas de Design;
– Orientação para objetivos;
– Capacidades de planeamento, organização.

Ser marketeer é:
– Gerir redes;
– Criar conteúdos digitais;
– Desenvolver campanhas online e offline;
– Analisar  resultados;
– Pensar fora da caixa.

Website Management
Comunicação

É o IT cá do sítio. Faz a manutenção dos conteúdos do website, assegurando que o código está correto, repara eventuais erros e adiciona conteúdos quando necessário. Tem como objectivo otimizar o site e potencializar as pesquisas nos motores de busca.

Atua em estreita parceria com Marketing e Design. O seu trabalho passa por desenvolver graficamente o site, mas também otimizar todos os call to action.

Requisitos:
– Conhecimentos de linguagens como HTML e CSS;
– Experiência em WordPress;
– Experiência em Adobe Photoshop/Illustrator;
– Familiaridade com os termos de front/back-end;
– Interesse em Webdesign;
– Noções básicas de marketing digital (SEO).

Ser Website Manager é:
– Corrigir erros;
– Criar páginas e otimiza-las;
– Colaborar com Marketing para implementar ferramentas de análise do desempenho de campanhas online;
– Ser proativo e inovador;
– Otimizar pesquisa em motores de busca (SEO);

Plataforma de Voluntariado
Apoio ao Gapper

Queres ser o motor que põe os jovens portugueses a criar impacto pelo mundo? Este é o teu lugar. A Plataforma de Voluntariado será uma das grandes novidades e vai apresentar várias oportunidades de voluntariado internacional, respondendo assim ao pedido de muitos jovens. Está na hora de os ajudar!

Dizem que fazer voluntariado é uma experiência com dois sentidos: ambos ganham! Agora tens a oportunidade de gerir uma plataforma que mudará muitas vidas.

Requisitos:
– Residente em Lisboa;
– Boa comunicação oral e escrita;
– Organização;
– Ambição;
– Orientação para objetivos;
– Experiência em voluntariado [preferência];

Estar na Plataforma de Voluntariado é:
– Definir e implementar a estratégia da Plataforma;
– Estabelecer novas parcerias e manter contacto com as atuais;
– Ser o elo de ligação entre associações e participantes;
– Realizar a manutenção da Plataforma;
– Elaborar um manual de procedimentos para as associações;
– Comunicar a plataforma em parceria com Comunicação.

Gestão de Projetos
Apoio ao Gapper

Este departamento faz acontecer. Aqui estão os desenrascados, os comunicadores, os organizados, os que mantêm a postura e que reunem com as mais diversas organizações. São os que desenvolvem projetos (quase) do zero e os fazem crescer!

Chegou a hora de pôr mãos à obra e desenvolver grandes projetos! Gestão de Projetos encarrega-se de desenvolver projetos com valor acrescentado, tendo como objetivo final é sempre ajudar os jovens tomar uma decisão mais consciente!

Requisitos:
– Residente em Lisboa;
– Boa comunicação oral e escrita;
– Persuasão;
– Determinação;
– Elevado sentido de organização;
– Orientação para resultados.

Ser Gestor de Projetos é:
-Definir e implementar a Estratégia do projeto;
– Estabelecer parcerias e contacto com as Universidades;
– Ser o elo de ligação entre universidades e participantes;
– Elaboração de relatórios e booklets;
– Ajudar nas campanhas de promoção.

CV & Carta de Motivação em anexo