O QUE É?

O GAP YEAR É UM CONCEITO LATO E CADA UM CRIA O SEU PLANO, NÃO EXISTINDO UM MODELO A SEGUIR.

 

De maneira geral, o gap year é um período de intervalo no percurso dito “normal”. Este tempo pode ser o que precisas para tomar decisões mais conscientes sobre ti e o teu futuro. Mas atenção, o gap year não é uma fórmula mágica e o seu sucesso depende de ti. Não é uma fase para veres a vida a passar, mas sim um período de descoberta e onde podes viver fora da tua zona de conforto – lança-te no maior número de experiências!

Durante o gap year podes fazer de tudo: passear, fazer voluntariado, estagiar, trabalhar, experimentar cursos, aprender línguas. Os exemplos são muitos mas o importante a reter é que, durante este tempo, tenhas experiências proveitosas para o teu desenvolvimento pessoal; experiências essas que normalmente não terias na escola ou no trabalho.

Não é suposto ficares no sofá. Aproveita para fazeres tudo aquilo o que o teu antigo quotidiano não te permitia. Este é o momento para cresceres, aprenderes e te conheceres.

 

As possibilidades são infinitas e és tu quem escolhe como queres viver o teu gap year.

PERÍODO DE PAUSA COM DURAÇÃO MÍNIMA DE 5 MESES

QUEBRA NA ROTINA

SAIR DA ZONA DE CONFORTO

AUTOCONHECIMENTO


O QUE GANHAS?

APRENDIZAGEM DE NOVAS LÍNGUAS

Ao passares por diversos países vais acabar por aprender o básico de cada língua, especialmente nos países onde não se fala quase nada de inglês. Se falarem inglês, melhor – terás então mais oportunidades para treinares a língua franca.

AUTOCONHECIMENTO

Esta talvez será a diferença mais visível. Ao viveres novas experiências e ao absorveres novas aprendizagens vais perceber melhor quais são os teus limites, os teus pontos fortes e fracos. Ao voltares, vens mais conhecedor do mundo e de ti próprio.

COMUNICAÇÃO

Grande parte do teu ano sabático pode ser passado a falar com os locais e outros backpackers, muitas vezes sem uma língua em comum.

CRIATIVIDADE

Muito provavelmente vão surgir imprevistos ao longo do teu percurso e vais ter de os resolver sozinho, recorrendo a criatividade, a paciência e à arte portuguesa do “desenrascar”.

PODER DE NEGOCIAÇÃO 

Comprar recordações? Andar de tuktuk? Em grande parte das regiões os locais aumentam os preços por saberem que és estrangeiro, portanto vais ter de aprender a negociar.

RESPONSABILIDADE E AUTONOMIA

Por estares a viver fora da tua zona de conforto e longe dos teus familiares e amigos vais acabar por aprender a ser mais autónomo e a gerir conflitos por ti mesmo.

 

 

 

 

O QUE FAZER?