Parte para o teu gap year com estas dicas (III)

Decisão de partir já tomada, destino e/ou atividades escolhidos, uma lista de prevenção de várias páginas para colmatar potenciais imprevistos…foi assim que te deixámos na semana passada. Mas não podíamos ficar por aqui, com alguns detalhes muito importantes ainda por abordar. 

E como o dinheiro também voa, esta semana vamos à gestão do orçamento, dando-te dicas para antes e durante o teu gap year. As possibilidades são algumas, mas sempre à tua medida. Começa por poupar, para definição de estimativas e um melhor controlo de custo durante o teu gap year, ou assume o conceito low cost e trabalha já no destino, por exemplo. Tu escolhes. 

Agarra nestas dicas e poupa tempo (no poupar está sempre o ganho, do dinheiro ao tempo) a preparar a tua candidatura ao Concurso Gap Year Portugal 2021. Já faltam poucas semanas para terminar, não fiques de fora desta oportunidade.

 

No poupar pode estar o ganho do teu gap year

Durante um ano amealhaste tudo o que ganhavas para o teu gap year. Foram dias a trabalhar com pouco descanso, jantares e saídas com os teus amigos a que não foste, para poderes cumprir este objetivo, e agora sentes-te perdido porque não sabes como avançar para o passo seguinte. 

Chegou a hora de dividires o budget. Toca a tratar das despesas pré-viagem primeiro, com a devida antecedência. Esta semana damos-te como exemplo os voos, caso optes por viajar de avião ou vás para um destino onde não tenhas alternativa.

Sabias que se fores flexível na escolha das datas podes poupar bastante dinheiro? Escolhe um mês em vez de um dia específico, recebe por email alertas de preços de voos para o teu destino, compara preços em sites agregadores de voos com os preços nos sites das companhias aéreas, e pesquisa sempre os voos em modo anónimo. Parece pouco, mas vais ver que dá uma grande ajuda no final.

Marrocos. Fotografia por André Santos

 

E se pudesses ganhar tempo poupando dinheiro?

Pois é, definir orçamento antes de partires é muito importante. Mas e se afinal esse orçamento desse para mais tempo do que estavas à espera? E se for possível poupar durante o gap year? Assim que partires, os três maiores custos que irás ter serão o alojamento, a alimentação e o transporte. Apesar de essenciais, podes poupar muito neles, se ouvires os conselhos da tua Gap Year Portugal. No alojamento podes optar por “camas low budget”, escolhendo hosteis, fazendo couchsurfing ou campismo, participando em projetos de voluntariado ou em work exchanges, onde podes trocar trabalho por um sítio onde ficar. Através de voluntariado e work exchange talvez consigas poupar também na alimentação, que muitas vezes é oferecida. Caso contrário, tenta sempre escolher comida típica e ir a mercados locais, que têm preços mais em conta.  Quanto aos transportes, alguma vez ponderaste boleias? Caso não te sintas preparado para tal, então procura sempre informar-te acerca dos transportes locais. Sabes aqueles comboios cheios de pessoas (e animais também, às vezes), ou o autocarro que já nem amortecedores tem? Pois é, se os locais vão lá é porque, provavelmente, é um negócio mais favorável. Por que não experimentar? 

Marraquexe, Marrocos. Fotografia por André Santos

 

Sabias que o dinheiro também voa, se o deixares?

Pois é, às vezes parece que o dinheiro voa. Mas voa para onde? Enquanto viajamos é muito importante saber onde gastamos o dinheiro. Uma coca-cola aqui, um café acolá, mais um colar giríssimo que um vendedor de rua te impingiu, e, entretanto, já “voou” metade do teu orçamento (e tu sem saberes como). É por isso que te vamos dar umas dicas de gestão de custos. Primeiro é importante lembrares-te que cambiar dinheiro vem com custos. Nunca o faças no aeroporto, onde normalmente as taxas são mais elevadas. Aconselhamos-te também a abrir uma conta Revolut, através da qual poderás fazer conversões rápidas e em conta. Caso vás viajar com amigos, apps como a Splitwise dar-te-ão bastante jeito para dividir as despesas. Contudo, o mais importante mesmo é nunca perderes o fio à meada, ou seja, teres sempre noção de quanto já gastaste, para poderes gerir melhor os teus custos e te manteres dentro do budget. Assim sendo, aconselhamos-te uma app chamada Trabee Pocket onde te poderás organizar em termos de gastos. E não te esqueças, o dinheiro estrangeiro às vezes nem parece dinheiro real, mas é! Tenta sempre ter noção de quanto gastas na tua própria moeda. 

Categorias

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This