“O que Coimbra une, ninguém separa” – Guia da cidade

Há um fado que diz que Coimbra tem mais encantos na hora da despedida. Ora, é certo que Coimbra os tem. No entanto, a verdade é que não só na hora da despedida se podem notar esses encantos: tudo nesta cidade cheira a novo, tudo pede para ser olhado, visto e notado, desde o mais vasto panorama até ao pormenor mais ínfimo. Como tal, e porque Coimbra significa tanto aos olhos dos portugueses, decidimos trazer a esta cidade uma nova perspetiva do mundo. Sem nunca esquecermos, porém, aquilo que é tipicamente nosso.

Este ano, Coimbra terá um novo encanto: o Gap Year Summit! Se quiseres saber mais, continua a ler!

Sugerimos, então, alguns lugares a visitar nesta cidade.

Sé Velha de Coimbra

Considerada uma das principais obras do românico português, a Sé Velha de Coimbra é a única catedral da época da reconquista que chegou intacta até aos dias de hoje. Fundada durante o reinado de D. Afonso Henriques, a Sé é, sem dúvida, um monumento marcante não só da cidade em que se encontra, mas também da história portuguesa.

Mosteiro de Santa Clara a Velha

Este mosteiro é caracterizado pelo seu estilo gótico do final do século XIII. Recentemente, foi sujeito a obras de revalorização que expuseram vestígios arqueológicos desconhecidos. Assim, foi criado um centro interpretativo que vale a pena visitar.

Quinta das Lágrimas

Este é o cenário de uma das histórias de amor mais conhecidas do inventário português. Na Quinta das Lágrimas, local dos encontros secretos de Inês e Pedro, existe, atualmente, um hotel no palácio restaurado que remonta ao século XVIII. Os seus jardins são reconhecidos pela sua beleza e estão abertos ao público. Além disso, há sempre a possibilidade de visitar a fonte dos amores e, talvez, de pedir um desejo!

Aqueduto de São Sebastião

Também conhecido como os Arcos do Jardim, este monumento localiza-se em frente ao Jardim Botânico da Universidade de Coimbra. Apesar de ser uma obra do final do século XVI, o aqueduto localiza-se sobre um antigo aqueduto romano que abastecia a cidade. Está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

Este jardim surgiu como uma consequência da reforma dos estudos universitários, levada a cabo pelo Marquês de Pombal. A sua inauguração foi em 1772 apesar de ter sido, posteriormente, ampliado. Além disso, o jardim possui uma enorme biblioteca e um herbário com aproximadamente um milhão de espécies provenientes de cada canto do mundo.

Universidade de Coimbra

A universidade é, provavelmente, o monumento mais emblemático da cidade. É uma das universidades mais antigas do mundo ainda em funcionamento e, também, a mais antiga de Portugal. Coimbra é, pela sua localização e história, uma cidade tipicamente ligada à tradição. Uma das mais reconhecidas é, claramente, a tradição estudantil, que começou no reinado de D. Dinis com a inauguração desta universidade e que se tem prolongado até aos nossos dias.

Este ano, a Universidade de Coimbra vai ser o palco daquilo que esperamos que venha a ser uma tradição: será o ponto de partida para os jovens portugueses que queiram fazer um gap year, o culminar de todas as suas vontades, sonhos e projetos.

Nos dias 30 e 31 de março, realizar-se-á, na Universidade de Coimbra, o Gap Year Summit – um evento no qual se irão reunir gappers, antigos gappers, futuros gappers e também aqueles com grandes ideias, mas que não sabem como as pôr em prática. Durante este fim de semana, poderás contar com histórias, conversas e testemunhos inspiradores de pessoas que decidiram fazer uma pausa e torná-la o seu ponto de partida. Mas podes, também, contar com workshops, debates e grandes trocas de ideias que prometem incentivar até os mais receosos.

O Gap Year Summit vai ser, para muitos, o ponto de partida. Os bilhetes já estão à venda! Estás disposto a avançar e deixar Coimbra se torne o ponto de partida da tua própria história?

Helena Fonseca

One thought on ““O que Coimbra une, ninguém separa” – Guia da cidade

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *