O Mundo em Fotografias: Bósnia-Herzegovina

A minha viagem à Bósnia-Herzegovina surgiu de forma inesperada, mas ainda bem que aconteceu.

Percorri o país de baixo a cima. Passei por 6 “locais”, alguns grandes cidades, outros apenas aldeias. Meti-me nesta aventura com o objetivo de conhecer a essência deste país e isso não se consegue passando apenas pelas metrópoles. Passei por:

  • Medjugorge
  • Mostar
  • Sarajevo
  • Visoko
  • Jajce
  • Banja Luka

Por onde passei senti ainda os restos da guerra da Jugoslávia. A guerra que devastou toda a região dos Balcãs. Uma guerra que aconteceu há cerca de 20 anos e da qual a gente sabe tão pouco. O país está em franco desenvolvimento, mas recuperar por uma devastação como a que eles passaram (sem grande suporte da comunidade internacional) é algo que leva o seu tempo.

Embora me tenha deslumbrado pelas suas montanhas, pelas suas cidades e aldeias ou pela sua natureza, o que mais me marcou neste país foi o seu povo.

Nunca estive perante pessoas com tamanha bondade! Sempre dispostas a ajudar, a contar uma história, com um grande sentido de humor e com um sorriso nos lábios falam contigo.

Posto isto, gostava de partilhar com vocês algumas das fotografias que tirei durante a minha estadia neste país subestimado.

Senti algo de mágico no meio que me rodeava
Medjugorge
Jajce
Os buracos foram causados pelas balas disparadas na guerra da Jugoslâvia. Mostar
Medjugorge
Mostar
“Batizado” pela neve em Sarajevo
Mostar
Medjugorge

 

Sarajevo
Gallery 11/07/95, Sarajevo
Sarajevo
Há dezenas de milhares de cães vadios por todo o país. As famílias foram obrigados a abandona-los durante a guerra
O amor que recebi deste povo não tem descrição

O meu conselho final é que se tiveram oportunidade de conhecer este país, vão. Não vão encontrar o típico destino turístico, mas vão encontrar um país genuíno, à espera de ser ouvido e com sítios de tirar a respiração.

Tiago Marques

Instagram: @theportuguesewanderer

Vê Também

Tiago Marques

Viajar é das suas palavras de eleição. Tanto o faz pelos caminhos do mundo, como pelas páginas de um livro. Acredita que qualquer experiência fora da nossa zona de conforto nos transforma, nos acrescenta algo. Daí ter entrado para a Gap Year com o objetivo de ajudar a mudar a mentalidade dos portugueses e inspirar aqueles que têm uma vontade enorme de conhecer o mundo com os seus próprios pés, olhos, nariz e ouvidos. Outra das suas convicções é que quando nos deixamos envolver pela natureza, ela tem a capacidade de nos pacificar a alma e de nos transmitir a humildade de que muitas vezes nos esquecemos de ter. Gosta de partilhar a sua percepção do mundo e as suas experiências, principalmente, quando tem um lápis ou uma máquina fotográfica nas mãos.

Um pensamento em “O Mundo em Fotografias: Bósnia-Herzegovina

  1. Lindíssimas as fotografias. Esta é uma viagem que começou lentamente a ganhar espaço na minha lista de próximas aventuras. É de aproveitar lugares como estes, ainda tão genuínos e “em bruto”, onde podemos fazer de conta que somos mais um entre tantos e não um turista no meio da multidão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *