As cores de Oaxaca

 Oaxaca é um dos estados mais pobres do México. É também um dos mais coloridos e com mais tradições. A capital, a cidade de Oaxaca de Juárez, é uma cidade reconhecida pela Unesco como património mundial e um verdadeiro tesouro por explorar. As tradições são muito importantes neste estado e há uma que me chamou particularmente a atenção, durante as semanas que lá estive: as calendas. As calendas são uma espécie de desfiles carnavalescos que se podem realizar em qualquer altura do ano. Quando lá estive apanhei duas. Pode ser uma calenda organizada pelos estudantes para celebrar o fim do semestre escolar, ou por qualquer outro motivo, ou ocasião. As pessoas são extremamente simpáticas e não estranhes se te começarem a oferecer comida ou bebida. É mesmo a generosidade dos Oaxaqueños em ação.

A cidade

A comida no estado de Oaxaca é muito conhecida no país pela sua variedade. Tens dois mercados principais, na cidade: o 20 de noviembre e o mercado Benito Juárez e são ambos bons lugares para provares um chocolate quente, uma tlayuda, chapulines ou quesillo oaxaqueño. A Igreja de Santo Domingo de Guzmán é uma das mais bonitas da cidade e a pracinha em frente  é um ótimo lugar para relaxar um pouco. Há imensas galerias de arte na cidade, bem como bibliotecas e cantinhos especiais que só mesmo passando algum tempo perdido entre ruelas, se consegue descobrir!! Vaguear pelas ruas coloridas da cidade é uma boa maneira para descobrires esses recantos, já que a cidade não é muito grande!

Os arredores

Oaxaca de Juaréz está rodeada de pequenos “pueblitos” e atrações. Entre os meus preferidos está o “hierve el água“, a reserva arqueológica de “Monte Albán e Mitla. O Hierve el água é um conjunto de cascatas petrificadas e algumas poças de água com uma vista deslumbrante. Os sedimentos dessa água são os criadores dessas cascatas, que, durante anos escorreram montanha abaixo e foram formando as esculturas das cascatas. É um lugar maravilhoso, onde podes facilmente passar uma tarde e talvez fazer um piquenique na natureza circundante.

Na rota para chegar ao Hierve el água há algumas coisas que podes aproveitar para ver. A árvore de Santa Maria del Tule, uma das mais antigas do mundo, o mercado de Tlacolula de matamoros (ao domingo) e a vila de Mitla. No mercado de Tlacolula poderás encontrar as mais variadas gastronomias e recordações por preços muito acessíveis. A vila de Mitla é um vilarejo pequeno mas muito bonito, e também o ponto de partida para os carros que vão até ao hierve el água. A reserva arqueológica do Monte Albán é um “must-see” desta região, a menos de 10 km da capital.

Uma coisa também obrigatória quando passares por Oaxaca, é visitares as fábricas de Mezcal, e provares umas amostras desta bebida mais forte que a tequila. Ao redor da cidade existem muitas pequenas e grandes fábricas que se dedicam à produção desta bebida dos deuses!!

A costa

A costa de Oaxaca tem lugares incríveis. Pessoalmente, gostei mais das praias deste lado do México do que as que são banhadas pelo Caribe. O ponto de chegada mais conhecido é Puerto Escondido, o paraíso do surf. Puerto escondido tem algumas praias engraçadas para a prática deste desporto, bem como incontáveis escolas que te iniciam nele.

Mazunte, a uma hora de Puerto escondido, é um vilarejo mais acolhedor, sem o turismo massivo de Puerto Escondido. É possível acampar frente ao mar, por debaixo dos restaurantes de praia, por alguns pesos. De Mazunte podes ir passar uma tarde a uma praia diferente, Zipolite, uma praia parecida com a de Mazunte, com a única diferença que nesta é permitida a prática do naturismo.

Para o lado norte de Puerto Escondido, existem lagoas “encantadas”. Encantadas porque se pode observar a bioluminescência, em certas alturas do ano. A de Manialtepec é a mais próxima mas eu aconselho vivamente o passeio até ao parque nacional das lagoas de Chacauhua. Foi um lugar que ficará sempre nas minhas memórias. Para fazer essa viagem, precisas de tempo, pelo menos dois dias, para poderes pernoitar no lugar e usufruir de tudo o que este te pode oferecer. Chacahua é um lugar mágico, pouco turístico e um verdadeiro paraíso para quem gosta tanto de natureza como de praia. É indescritível!!!

Há ainda muitos outros lugares na costa de Oaxaca que podes visitar. Por exemplo as baías de Huatulco ou Puerto Angel são lugares agradáveis para passar uns dias de descanso.

Em Oaxaca descobri alguns dos meus lugares prediletos do México. As cores na capital, as praias e as lagoas que brilham e as montanhas com tantas e tão diversas tonalidades de verde.

 

Vê Também

Ana João

A vontade de correr o mundo acompanha esta bracarense desde pequenina. Independente, curiosa e com uma enorme sede de aprender, já percorreu a Europa de autocaravana. Apaixonada por viagens, livros e arte, frequenta o 4 ano do curso Mestrado Integrado em Arquitetura da FAUP e, paralelamente, um curso de Italiano. Juntou-se à AGYP com vontade de fazer chegar o " mundo dos viajantes" a todos os jovens (de espírito e alma).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *