Não sabes o que fazer depois do secundário? Faz o teu gap year em Portugal

 

Tal como a maior parte dos estudantes portugueses, no 12º ano ainda não tinha escolhido o curso que queria seguir no ensino superior. Não tinha qualquer ideia e até estava convencida de que não queria ir para a faculdade. Decidi fazer um gap year em Portugal para dissipar as minhas dúvidas.

Continua a ler para descobrires aquilo que aprendi!

Chegada a época das candidaturas, há aproximadamente um ano, encontrei um curso e uma área que me interessava: Gestão Turística, na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE). Candidatei-me na 1ª fase, em pós-laboral, mas não estava nada convencida de que aquele seria o meu caminho: ter a mesma vida e a mesma rotina de há 12 anos atrás. Senti necessidade de fazer algo diferente de simplesmente ir às aulas, estudar e ir para casa. Queria conhecer-me melhor, explorar outros gostos e atividades que não tive oportunidade durante o secundário, desenvolver algumas competências pessoais e não ir para um curso superior porque é o “suposto” e “obrigatório”, mais pelos outros do que por mim. Para mim isso não fazia sentido. Decidi fazer o meu gap year em Portugal e partilho contigo aquilo que fiz e aprendi

Curso de Fotografia

Gosto de fotografia desde pequena e durante o secundário, com a rotina normal de um estudante, nunca tive tempo e oportunidade de aprender mais e realmente dedicar-me à arte. Este ano foi o pretexto ideal para fazer um curso de fotografia que, para além de ser bom a nível pessoal, também é uma excelente mais-valia a nível profissional. Há alguma área, como por exemplo a escrita, a música ou as línguas, que gostasses de aprofundar? Pensa nas tuas características e qualidades pessoais e naquilo que queres desenvolver em ti. Quem sabe, talvez até possas descobrir um novo talento ou uma área que desconhecias gostar! 

Carta de condução

Aos 17 anos já podes começar a tirar a carta de condução, o que é uma vantagem em algumas profissões e uma coisa que fica para a vida toda, para além de ter imensa utilidade. Se tens tempo disponível aproveita para tratar já desse assunto; assim quando precisares já não precisas de te preocupar. 

Começar a trabalhar

A meio do meu gap year surgiu a oportunidade de trabalhar a part-time numa loja de roupa. Aceitei e foi muito importante para começar a ter mais responsabilidade, poupar dinheiro e lidar com pessoas em contexto profissional. Mesmo que sejam poucas horas por semana, trabalhar em algo dá-te experiência e responsabilidade que muitos jovens da tua idade ainda não têm. As áreas da restauração, das lojas de roupa e dos call-center são bastante frequentes como primeiro trabalho para jovens. 

Fazer voluntariado

A Gap Year Portugal abriu mais uma fase de recrutamento para integrar na sua equipa em regime de voluntariado mais jovens interessados e, após passar as fases de seleção, fui uma das escolhidas. Entrei na equipa do Blog devido ao meu interesse pela escrita e pelas plataformas digitais, áreas que queria desenvolver e melhorar em mim. Não estava nada à espera de descobrir que afinal também gostava muito de Marketing!

Pode ser algo pontual ou mais prolongado no tempo, mas dar um pouco de ti e do teu valor aos outros pode ser algo muito gratificante e recompensador

… terminado o meu gap year em Portugal, o que aprendi e quais os planos para o futuro?

Já terminado o meu gap year, posso dizer que foi um ano intenso em crescimento pessoal e profissional. Passou apenas um ano, mas sinto que cresci uns 3 ou 4. Sinto-me mais confiante e adulta ao ter passado por tantos desafios e experiências, mais calma e relaxada ao descansar dos estudos e, acima de tudo, sei que estou a escolher o curso de Publicidade e Marketing com muito mais vontade, interesse e segurança do que há um ano atrás. Da Gestão Turística para a Publicidade e Marketing, foram muitos os momentos de reflexão e aprendizagem que me levaram a saber melhor quem sou. 

No próximo ano letivo pretendo tirar o curso de Publicidade e Marketing em pós-laboral, assim como trabalhar em part-time. Apercebi-me que gosto muito de trabalhar e de ter alguma independência, e quero conciliar o trabalho, os estudos e outras atividades extra-curriculares.

Acima de tudo, o que te aconselho a fazer é escolheres ocupar o teu tempo de forma produtiva e valorosa de acordo com os teus gostos, valores e personalidade. Para além de todos estes exemplos de atividades, aproveita também para descansar, ler, estar com os teus amigos e abstrair-te dos estudos (se não precisares de fazer alguma melhoria, claro) e de toda a pressão associada à escolha do curso superior. 

Já alguma vez consideraste fazer uma pausa nos estudos? Conta-nos a tua experiência 🙂 


Contacta o nosso departamento de Apoio ao Gapper e esclarece eventuais dúvidas em apoio@gapyear.pt. Encontramo-nos pelo mundo. Até já!

Gapyear

gapyear

Test desc

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *